Aprenda a criar um plano de negócios que será a base para aumentar as suas vendas

Sabemos que é comum executar ideias antes de planejar, mas isso pode não levar ao melhor resultado. Para ter um projeto bem sucedido, é necessário criar um plano de negócios.

O que é um plano de negócios?

É uma carta de apresentação, um documento que servirá de guia, para você e sua equipe, para estabelecer o curso do trabalho. Nele, você deve descrever qual é o objetivo do seu projeto, o que é e como você o executará.

Por que criar um plano de negócios?

Porque será o seu roteiro para testar a eficácia do seu negócio, otimizar os recursos financeiros, orientar a gestão de forma estratégica e conquistar novos sócios e clientes.

Estes são alguns pontos que todo projeto produtivo deve incluir no seu plano de negócios:

DESCRIÇÃO DA IDEIA: O QUE EU OFEREÇO?

Crie um texto breve e simples explicando seu negócio e o que você oferece. O principal é descrever em poucas linhas quais são os seus pontos fortes.

PLANO DE MARKETING ESTRATÉGICO: O QUE ME DIFERENCIA?

Este ponto é útil para analisar o mercado e identificar a necessidade que você tenta suprir com o seu empreendimento. Considere o tamanho estimado do mercado, a taxa de crescimento, a extensão geográfica, o segmento que você pretende alcançar e seus possíveis concorrentes.

ANÁLISE SWOT: ONDE ESTOU?

Esta é uma ferramenta que permitirá que você identifique as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do seu empreendimento para conhecer melhor os cenários interno e externo.

» As forças e fraquezas referem-se aos aspectos positivos e negativos da estrutura interna do seu negócio.

»As oportunidades e ameaças são identificadas com o contexto, de acordo com o país e as variáveis econômicas.

ANÁLISE DE PORTER: MEU NEGÓCIO É COMPETITIVO?

O modelo das cinco forças de Porter é outra ferramenta útil para conhecer a rentabilidade do setor dependendo da concorrência. Consiste em observar os seguintes pontos:

» O poder de negociação dos clientes: a possibilidade dos compradores se organizarem para escolher certos produtos antes de outros ou de exigir preços mais baixos.

» O poder de negociação dos fornecedores: é necessário considerar a variação de preços, prazos de entrega e padrões de qualidade de acordo com seu nível de organização.

» A ameaça de novos concorrentes: este ponto analisa as barreiras à entrada. Se é fácil para novos concorrentes entrarem no nosso setor, os riscos serão maiores.

» A ameaça de produtos substitutos:a presença de outros produtos que podem satisfazer as mesmas necessidades dos seus produtos terá uma influência direta nos seus preços.

» A rivalidade entre as empresas do setor: é o resultado das quatro forças anteriores. Sua lucratividade será maior ou menor de acordo com a rivalidade existente entre as empresas concorrentes.

OBJETIVOS: ATÉ ONDE EU VOU?

Eles precisam ser realizáveis, mensuráveis e quantificáveis em um curto período de tempo. Por exemplo, uma meta quantificável para o seu negócio online pode ser a de aumentar a taxa de conversão em 20% durante o próximo semestre.

Antes de chegar a este ponto, é importante definir a missão e a visão da sua empresa, que ajudarão a orientar seus objetivos.

» Missão: a razão de ser ou o propósito do seu negócio.

» Visão: a pretensão ou expectativa do seu negócio a longo prazo.

GESTÃO: QUAL É A MINHA ESTRUTURA?

Descreva a organização do seu negócio. Em empresas grandes e pequenas, um organograma bem definido facilita o gerenciamento diário e o ajuda a identificar falhas ou planejar o crescimento futuro.

FLUXO FINANCEIRO: DE QUANTO EU PRECISO?

Para que seu negócio seja sustentável a longo prazo, é necessário entender seus custos. Planeje a receita e as despesas de caixa estimadas no ano, despesas fixas, estoque, serviços, comissões de vendas, ferramentas de gestão, fundos de marketing etc. Este ponto é muito importante para determinar que seu negócio seja economicamente rentável e perdure ao longo do tempo.

RISCOS: O QUE EU POSSO ESPERAR?

Identifique se existe alguma situação que possa afetar a demanda dos seus produtos ou serviços e quais providências você pode tomar para reduzir o impacto. Uma ferramenta valiosa para determinar esse ponto é a Análise PESTEL, que consiste em analisar os fatores políticos, econômicos, sócio-culturais, tecnológicos, ecológicos e legais que influenciam o ambiente externo da sua empresa.

LEMBRE-SE DE QUE O PLANO DE NEGÓCIOS PODE SOFRER VARIAÇÕES DEVIDO A MUDANÇAS NA ECONOMIA OU NA INSTABILIDADE DO MERCADO, ENTRE OUTROS FATORES. POR ISSO É IMPORTANTE CONFERIR A DOCUMENTAÇÃO COM FREQUÊNCIA E FAZER OS AJUSTES NECESSÁRIOS PARA MANTER SEU NEGÓCIO EM CRESCIMENTO CONSTANTE.


Esta matéria foi útil? Compartilhe-a agora mesmo!